Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Informes > Amapá adere ao Sistema Nacional de Controle da Origem de Produtos Florestais (Sinaflor)
Início do conteúdo da página

Amapá adere ao Sistema Nacional de Controle da Origem de Produtos Florestais (Sinaflor)

Publicado: Segunda, 12 de Junho de 2017, 18h38 | Última atualização em Terça, 13 de Junho de 2017, 15h18
Sistema Nacional de Controle da Origem dos Produtos Florestais (Sinaflor)
Arte: Ascom/Ibama
Arte: Ascom/Ibama

Brasília (12/06/2017) – O Instituto do Meio Ambiente e de Ordenamento Territorial do Amapá (Imap) concluiu no início de junho a implantação do Sistema Nacional de Controle da Origem de Produtos Florestais (Sinaflor) no estado.

O trabalho foi realizado em três etapas: treinamento dos técnicos, dos empreendedores e realização de um programa piloto. A capacitação dos usuários externos ocorreu por meio de um workshop de conhecimento e divulgação do sistema, conduzido pelo coordenador-geral de Autorização do Uso da Flora e Floresta do Ibama, André Sócrates.

No programa piloto, técnicos do Imap, sob coordenação e instrução de servidores do Ibama, analisaram um Plano de Manejo Florestal Sustentável e emitiram a primeira Autorização de Exploração Florestal (Autex) do estado pelo Sinaflor. O superintendente do Ibama no Amapá, Leonardo de Lima Melo, e o diretor- presidente do Imap, Bertholdo Dewes Neto, acompanharam o processo.

A adesão acontece de forma gradual, por unidade federativa. O Amapá é o quarto estado a adotar o sistema, instituído pela Instrução Normativa n° 21, de 24 de dezembro de 2014, em atendimento à Lei nº 12.651, de 25 de maio de 2012.

O Sinaflor concentra informações sobre o controle da madeira, do carvão e de outros produtos e subprodutos florestais sob coordenação, fiscalização e regulamentação do Ibama com a finalidade de combater o desmatamento ilegal. Também permite o rastreamento de toda a cadeia produtiva, desde sua origem até o destino final. O sistema é uma ferramenta importante para alcançar o equilíbrio entre a conservação ambiental e o desenvolvimento sustentável.

 

Assessoria de Comunicação do Ibama
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
(61) 3316-1015

registrado em:
Fim do conteúdo da página