Urso encontrado abandonado em Sobral tem nova moradia PDF Imprimir E-mail
Fortaleza (29/10/2008) - Está próximo o final feliz da história que teve início dia 14 de outubro, quando a fiscalização do Ibama no Ceará foi atender denúncia de que havia um Urso abandonado às margens da BR 222.  Tudo começou com um telefonema para o Escritório Regional do Ibama de Sobral/CE, onde um cidadão denunciava o abandono de um “urso” no município de Sobral, cerca de 300 km de Fortaleza. O analista ambiental José Marcelo chegou a acreditar que poderia ser um trote, mas novas denúncias começaram a aparecer e uma equipe deslocou-se até o local.

 

A certa altura da rodovia tinha uma carreta abandonada com um urso pardo enjaulado juntamente com outros materiais do Circo Europeu, que teve uma pane em seu caminhão durante a viagem deixando, “Dimas” o Urso,  sob o sol escaldante de quase 40 graus, próprio do semi-árido nordestino. Este animal exótico, da região norte da América do Norte, Ásia e Europa, próprio de regiões frias, além de sofrer com o calor, estava com o olho direito visivelmente inflamado e muito agitado.

 

Imediatamente técnicos do Centro de Triagem de Animais Silvestres –Cetas/CE  entraram em contato com vários zoológicos, não só de Fortaleza, mas de todo Brasil para achar uma nova casa para Dimas, que para sua sorte  foi encontrada rapidamente. A remoção do animal foi providenciada e tão logo ele se viu em sua nova casa, ambientada com areia, água em abundância e ração de cachorro, comia vorazmente e deixava emocionada toda a equipe que o aguardou até às 23h30 no Zoológico de Canindé /CE. Segundo depoimentos do seu antigo tratador, o único alimento que ele recebia no Circo eram cenouras, pepino, rapadura e coca-cola.

 

Uma equipe  do Cetas/CE  composta por veterinários, biólogos e tratadores , estagiários da Universidade Estadual do Ceará –UECE dos cursos de veterinária e biologia e uma dentista foram ao Zoológico para avaliar as condições de saúde do animal e introduzir um microchip para monitoramento.

 

O urso teve todas as garras dianteiras retiradas quando ainda era filhote e seus dentes extraídos deixando apenas os molares. Segundo o veterinário Reinaldo Viana Leite o escore corpóreo do animal é 3 sendo o máximo 5. Com certeza pela deficiência alimentar que teve. Hoje ele se alimenta de mamão, banana, goiaba,manga e raízes como batata-doce,beterraba e cenoura. A ração fará parte de sua dieta por ser um animal carnívoro e conter os nutrientes necessários para uma alimentação balanceada.

 

Aproveitando o estado de sedação do animal, a equipe aproveitou para cortar uma corrente que estava em volta de seu pescoço e fora colocada quando ainda era pequeno e haviam perdido o cadeado e agora já estava justa demais deixando, inclusive, marcas profundas após sua retirada. O olho direito de Dimas está rotacionado provavelmente por um trauma e portanto ele não enxerga desta vista.

 

Segundo a bióloga responsável pelo zoológico, Alexandra Tassoni,  “tão logo seja ampliado seu recinto, ele passará por uma cirurgia e voltará a enxergar e quem sabe, não ganhará uma namorada?”, comemora.

 

Durante noves anos Dimas subia e descia escadas atraído por seu tratador com rapadura e coca-cola para entreter a platéia do circo. Esta era uma tradição de família, seus pais trabalhavam no Circo Garcia e ele foi vendido ainda filhote para dono do Circo Europeu, que foi multado em R$ 3 mil e teve o animal apreendido.

 

Mariângela Bampi

Ibama/CE
Foto: José Marcelo