Áreas Temáticas

Mamíferos ameaçados no Pará PDF Imprimir E-mail

Lista dos mamíferos da fauna brasileira ameaçados de extinção no Pará

   

Nome comum 

Nome científico 

Classe  

     Estado   

Categoria

de ameaça

Coatá

Ateles marginatus Mammalia
Pará

Em Perigo

Macaco-caiarara
Cebus kaapori Mammalia

Pará

(E ainda: MA)

Criticamente

em Perigo

Cuxiú-preto
Chiropotes satanas Mammalia

Pará

(E ainda: MA)

Em Perigo
Cuxiú Chiropotes utahicki Mammalia

Pará

(E ainda: MT)

Vulnerável
Gato-do-mato Leopardus tigrinus Mammalia

Pará

(E ainda: AL, AM, AP, BA, CE,DF, ES, GO, MA, MG, MS, MT, PB, PE, PI, PR, RJ, RN, RR, RS, SE, SC, SP e TO)

Vulnerável
Gato-maracajá Leopardus wiedii
Mammalia

Pará

(E ainda: AC, AM, AP, BA, DF, ES, GO, MA, MG, MS, MT, PI, PR, RJ, RO, RR, RS, SC, SP e TO)

Vulnerável
Tamanduá-bandeira Myrmecophaga tridactyla Mammalia

Pará

(E ainda: AC, AM, AP, BA, DF, GO, MA, MG, MS, MT, PI, PR, RO, RR, RS, SC, SP, TO)

Vulnerável
Onça-pintada Panthera onca Mammalia

Pará

(E ainda: AC, AM, AP, BA, ES, GO, MA, MG, MS, MT, PI, PR, RJ, RO, RR, RS, SP e TO)

Vulnerável
Cachalote Physeter macrocephalus Mammalia

Pará

(E ainda: AL, BA, CE, ES, PB, PE, PR, RJ, RN, RS, SC, SE e SP)

Vulnerável
Tatu-canastra Priodontes maximus Mammalia

Pará

(E ainda: AC, AM, AP, BA, DF,ES, GO, MG, MS, MT, PI, RO, RR e TO)

Vulnerável
Ariranha

Pteronura brasiliensis Mammalia

Pará

(E ainda: AC, AM, AP, DF, GO, MA, MS, MT, PR, RJ, RO, RR, SP e TO)

Vulnerável
Cachorro-vinagre Speothos venaticus Mammalia

Pará

(E ainda: AC, AM, AP, BA, DF, GO, MA, MS, MT, PR, RO, RR, SC, SP e TO)

Vulnerável
Peixe-boi-da-amazônia Trichechus inunguis Mammalia Pará
(E ainda: AM, AP, RO e RR)
Vulnerável
Peixe-boi-marinho Trichechus manatus Mammalia

Pará

(E ainda: AL, AP, CE, MA,PB, PE, PI e RN)

Criticamente

em Perigo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Instrução Normativa MMA N° 3/2003

O estado de conservação das espécies foi estabelecido segundo os critérios da IUCN (União Mundial para a Natureza), sendo duas categorias para espécies em extinção e três para as ameaçadas. Os gradientes são: Extinta (EX), Extinta na Natureza (EW), Criticamente em Perigo (CR), Em Perigo (EN) e Vulnerável (VU).

Para as categorias de ameaça às espécies, a tabela utilizou a classificação da "Lista da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção" (Fundação Biodiversitas, 2005), cuja listagem passou pela revisão do Ibama.

A lista estadual de mamíferos ameaçados incluiu 15 espécies de ocorrência no território paraense, sendo 3 criticamente em perigo, 2 em perigo e 10 vulneráveis.